Comente




MORRER ASSIM

 

Morrer assim sem nos rumos um rastro

Deixar, como uma folha aérea morre...

Como no alto da ilusória torre

A bandeira em revoo sobre o mastro...

 

Como morre na altura plena um astro,

A lágrima secreta que não corre,

Como a brisa suave que percorre

A tarde silenciosa de alabastro...

 

Como um sino dentro aos céus de marfim...

Asa que vaga sem onde pousar,

Sonho que paira longe aos escarcéus...

 

- Ao fim da trilha vir morrer assim,

Sem um rastro, um rastro ao menos deixar...

Porque te busco nas nuvens... Nos céus...

 



suavidad *23h29




.:Retornar:.


- 16/11/2012 a 30/11/2012
- 16/10/2012 a 31/10/2012
- 16/09/2012 a 30/09/2012
- 01/09/2012 a 15/09/2012
- 16/07/2012 a 31/07/2012
- 01/07/2012 a 15/07/2012